Carranca OnLine - Sua melhor opção na Internet
     Home     Nossa Empresa     Sites Parceiros     Contato     Cadastre-se!     Mapa do Site 



           1 Visitantes Online                   

    

Busca interna no site       

 




Seções


Catolicismo
Kardecismo
Mensagens/Pensamentos
Mitos e Lendas
Nos Caminhos da Luz
Ordem Rosacruz, AMORC
Santos Católicos
 

Clique sobre a foto para ampliar
Clique para ampliar
 

Mitos e Lendas
Enviado por: Webmaster


As Carrancas


Sergio Miranda

 


AS CARRANCAS:
O QUE SÃO E QUAL O SEU SIGNIFICADO


      No decorrer deste doze anos, descobrimos que muito pouca gente sabe o significado de uma Carranca e sua importância cultural para nosso país, principalmente nas cidades que margeiam o "Veho Chico". Muitos associam-na à "magia negra", alguns evangélicos, até, ao próprio demônio personificado. Cada qual à medida de sua crença ou medo - mais medos e aculturações, que crenças - atribuem-lhe características místicas.

      Vejamos como o dicionário Luft as define: "Car.ran.ca  s.f. 1.cara feia, carregada  2.máscara  3. Figura de ornato em chafariz, proa de navio, etc. 4. Peça em forma de cara, para manter a veneziana aberta, ou Car.ran.ca  adj. 2g e s2g. Pessoa apegada ao passado."

      Nenhuma dessa definições é capaz de dar-nos a real dimensão do que é uma Carranca, peça muito mais mítica que mística e que povoa os sonhos e pesadelos dos seres humanos, desde os primóridios da navegação pelos mesmos motivos: o medo dos "monstros" das águas...

- "Meu avô sempre ia pescar com meu tio-avô, nuns rios que tinham aí pra cima. Meu tio sempre falava pra tomar cuidado com o caboclo d´água, uma mistura de homem e macaco que vira a canoa para comer as pessoas. Meu avô num acreditava em nada disso. Mas um dia ele tava pescando, a canoa começou a bambear. Quando ele viu uma mão agarrada na borda, ele tirou o facão e cortou. Era a mão do caboclo d´água, ela era preta com umas coisas assim no dedo que nem pato. Ele guardou isso até as vésperas de sua morte. A carranca é pra isso, o caboclo d´água vê aquela cara mais feia que ele e vai embora". - conta Chico Chagas, um "carranqueiro" (entalhador de carrancas) à equipe da Expedição Américo Vespúcio (americovespucio.com.br).

      Além de exímio carpinteiro, fazendeiro, tocador de sanfona e ótimo contador de casos, seo Francisco Chagas é o primeiro artesão a fabricar carrancas já na nascente do rio São Francisco.

      Ligado ao rio até pelo nome, seo Chico Chagas, como é conhecido, mora num sítio no sopé da Serra da Canastra. Natural de São Roque de Minas, ele ficou conhecido nas redondezas quando começou a fazer carrancas, atividade que era apenas um passatempo quando esteve proibido de sair de casa depois uma operação de hérnia.

      Além dos causos, seo Chico também é conhecedor dos problemas que a região enfrenta atualmente. Reclama da degradação ambiental no Parque da Serra da Canastra, do rio São Francisco e de que as autoridades deviam pensar mais sério sobre o meio ambiente. Ele sugere, por exemplo, a construção de pequenas usinas para aproveitar a queda natural das dezenas de cachoeiras da região.

      Hoje, acima de qualquer crendice ou preconceito, as carrancas são reconhecidamente uma tradição do folclore e da cultura nacional, sem falar que é uma das mais puras expressão da arte popular do nosso país.

 

Sergio Miranda é Web Designer, Jornalista, Professor Universitário na Cadeira de Computação Gráfica e Diretor do Jornal Carranca
Enviar Comentário sobre a Matéria      Ler Comentários (7)      Envie para um amigo


 


Últimos Artigos


As Carrancas







Postar Colaboração











   
Copyright©2007 - Todos os direitos reservados - Carranca Produções, Web & Design
Rua Tamiarana, 174 / 102 - Higienópolis - CEP 21051-060 - Rio de Janeiro - RJ
contato@jornalcarranca.com.br